Grupos Interativos de Aprendizagem: a importância do trabalho em equipe na escola

Metodologia reforça o potencial do trabalho em grupo e da interação entre os colegas para promover a aceleração da aprendizagem e o desenvolvimento de competências socioemocionais

Atender a todas as necessidades de aprendizagem de uma turma não é uma tarefa fácil, afinal, cada estudante tem um jeito preferido e um ritmo diferente de aprender. Se alguns alunos gostam de aulas mais práticas, outros preferem ler individualmente, preparar apresentações ou debater com os colegas para praticar o que aprenderam. Todos os estudantes, entretanto, beneficiam-se muito com a metodologia dos Grupos Interativos de Aprendizagem

Trata-se de uma forma de organização da aula que potencializa as interações entre os alunos, com objetivo de promover a aceleração da aprendizagem e o fortalecimento de valores como amizade e solidariedade. 

Colocando em prática

A ideia é que a turma seja dividida em grupos heterogêneos de quatro ou cinco estudantes, com os integrantes tendo níveis diferentes no que se refere a conhecimento, habilidades, gênero e cultura. “O primeiro critério a ser considerado deve ser a competência e o ritmo de aprendizagem, ou seja, assegurar que em todos os grupos haja estudantes com habilidades distintas e diferentes níveis de aprendizagem”, aponta a apostila que explica o passo-a-passo completo para a realização desta proposta, organizada pela Comunidade de Aprendizagem. 

A prática funciona da seguinte forma: mediados por um adulto voluntário, os grupos fazem rodízio a cada 20 minutos para a realização de atividades propostas pelo professor. As atividades devem explorar aspectos diferentes do tema trabalhado, para diversificar a aprendizagem.

Para organizar os Grupos Interativos é preciso considerar quantos alunos há na classe, para definir o tamanho e a quantidade dos grupos, e o tempo total disponível para a realização das atividades (por exemplo, para 5 grupos necessita-se 1 hora e 40 minutos de aula – 20 minutos para cada atividade).

Você pode conferir outras orientações sobre a prática no percurso Estratégias de Aprendizagem, da Jornada Mente! O curso também traz um vídeo que apresenta os Grupos Interativos acontecendo em uma escola no Rio de Janeiro! Acesse AQUI 🙂

Benefícios

Um dos principais benefícios dos Grupos de Aprendizagem é a multiplicidade de interações. Durante as atividades, os alunos terão contato com estudantes que têm diferentes habilidades e capacidades, ajudando a desenvolver competências relacionadas à convivência e ao trabalho em equipe. 

Em muitos casos, um estudante pode ter dificuldades de entender um conteúdo a partir da explicação do professor. Em contato com os colegas, há maior proximidade da linguagem, o que pode facilitar a compreensão e, consequentemente, o aprendizado e fixação do tema. 

Outro benefício da prática é a possibilidade de ser desenvolvida em todas as disciplinas e com todas as idades, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Em Língua Portuguesa, por exemplo, é possível trabalhar atividades envolvendo comunicação oral, ortografia, leitura e produção escrita. Já em Matemática, as propostas podem focar em áreas e habilidades distintas, como cálculo, geometria, numeração e resolução de problemas. O mesmo se aplica para Ciências, Geografia, História, Artes… 

Além disso, também vale destacar a participação dos voluntários nas propostas pedagógicas, que funciona como uma forma de promover o engajamento da comunidade na escola e reforçar a importância desse contato para a formação dos alunos.  

Fique por dentro

Acesse o Curso Mente e saiba como organizar os grupos, como criar as atividades de estudos e os principais pontos de atenção. Assista, leia e reflita se essa prática pode ser aplicada em sua sala de aula. 

O curso é 100% gratuito e certificado! Inscreva-se!

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *