Voltar para Curso

EMOÇÕES

0% concluído
0 / 0 etapas
  1. Experiências Emocionais
    16 Atividades
  2. Estilos de Aprendizagem
    16 Atividades
  3. Conexão e Abertura
    16 Atividades
  4. Sistemas
    16 Atividades
  5. Avaliação
    1 Teste
modulo 1, Atividade 11
Em andamento

11. Práticas de Autocuidado 3 – Uma prática diária de meditação

Progresso de modulo
0% concluído

Começar o dia com uma prática de meditação é uma forma de exercitar o estado de atenção e conexão necessário para perceber e modular suas emoções ao longo do dia. Quando meditamos, passamos de um estado de envolvimento para um estado de observação – passamos a ser observadores de nós mesmos, de nossos pensamentos, emoções, sentimentos, comportamentos, padrões de ação e reação. Por isso, é uma ferramenta preciosa para o dia a dia do professor, que pela especificidade de sua prática profissional, vivencia uma gama de experiências emocionais com as quais pode lidar mais facilmente se estiver preparado internamente.

Existem diversos tipos de meditação, alguns mais passivos, que fazemos parados, outros mais ativos, em movimento, e você vai conhecer alguns deles ao longo da sua jornada pela plataforma. É importante optar ao que mais se adeque à sua personalidade e estilo pessoal. No entanto, a recomendação é que você escolha uma prática e se mantenha nela durante algum tempo, para que possa se aperfeiçoar e sentir seus efeitos. Com a experiência, você terá mais elementos para definir se, num determinado dia, o melhor caminho é uma prática ativa ou passiva, lembrando que o mais importante é que possa reservar alguns minutos para estar com você mesmo, trazendo o foco da sua atenção para o que está se passando dentro de você. 

Aqui trazemos um exemplo de uma prática de meditação rápida, que pode ser realizada diariamente. Quanto mais você praticar essa ou outras práticas de meditação, mais consciente de seu corpo, de seus pensamentos e de suas emoções você se tornará. Topa esse nosso convite?

Não existe uma única definição de meditação. Thich Nhat Hanh, um monge budista, costuma descrevê-la como “estar consciente do que está acontecendo dentro e em volta de você, no momento presente”. Ele ensina que através da meditação, nós podemos aprender a viver de maneira feliz, no agora.

Segundo Hanh, a prática da meditação nas escolas reduz o estresse e a fadiga dos alunos, aumenta a resiliência, a auto estima e a capacidade de foco. Também ajuda o professor a reduzir seu estresse profissional, gerenciar melhor a sala de aula, abrindo espaço para formas de relação em que haja compaixão e empatia.

Você aprende mais sobre a meditação nas atividades 12 e 13 do percurso Experiências Cognitivas, na Jornada Mente.